quarta-feira, 14 de novembro de 2007

ESPREITA


Fiquei horas buscando em vão
o sinal da sua passagem
pelo mesmo caminho.
O dia à espreita da passagem do tempo
parecia insinuar a ausência inevitável.
Tola, como de hábito,
insisti na promessa
de um ou dois dias antes.
Por momentos esqueci
da sua facilidade de apenas fazê-las.
Cansada e atropelada outra vez
pelo desespero de estar só,
deixei a paisagem intacta
na esperança de que o caminho
te levasse de encontro a mim.
Ontem completei 80 anos.
Há 40 espero pelas tuas pegadas.

Imagem: Argiris Zafeiridis (Grécia)